Jeri, Jeri

Jeri, Jeri

  • 19 de março de 2021
  • 0:11
  • 1 comentários

Compartilhe:

Jeri, Jeri

Jeri, Jeri… linda e pitoresca, entre tantos outros adjetivos que a tornam difícil de descrever. Há quem vem para cá achando que as redinhas são no mar e que mal sabe que além da extensa vista para o oceano também há lindas lagoas. Há quem se espante com as ruas de areia e com o jeito leve de viver. Há quem ache que consegue ver tudo em pouco tempo, enquanto há tanto para ser visto. Quer um conselho do Vem pra Jeri? Coloca a mochila nas costas, passa bastante protetor e se hidrata, que ainda tem muito o que conhecer aqui!

No caminho entre a praia principal e a Malhada, há uma formação rochosa que, à primeira vista, pode até parecer desafiadora. Mas quem disse que tesouros são fáceis de encontrar? Em meio a tantas pedras, na maré seca, brilha um espelho cristalino: o poço do Ananias. Uma piscina natural com vista para o mar e água limpinha que deixa qualquer resort “na chinela” e é a prova concreta que de beleza a natureza entende.

Voltando do poço do Ananias, uma boa ideia é passar o pôr-do-sol na graminha. Pela sua localização privilegiada na curva que dá entrada à praia da Malhada, esse local foi adotado pelos moradores como um dos melhores picos para o fim de tarde. Além do vento gostoso que sopra o dia inteiro, é um excelente ponto de encontro para quem quer se reunir com os amigos ou então conhecer gente nova, jovem e bonita e observar os windsurfistas velejando no mar. E ainda por cima é cercado por plantas e árvores, o que não deixa faltar sombra.

Uma outra opção para o fim de tarde e a queridinha de Jeri desde sempre, é a clássica Duna do Pôr-do-sol. Ela, que não parece ter sido colocada ali por acaso, é o camarote perfeito para ver o sol entrando no mar e também para se ter uma visão panorâmica da vila, que é linda vista de cima! A Duna do Pôr-do-sol é uma excelente opção para quem quer passar o dia sem se afastar da praia principal. Porém, se a ideia é desbravar um pouco mais e alongar as caminhadas, o Morro do Serrote é uma visita necessária. Os dois morros, sendo um deles o que abriga o farol, são o ponto mais alto do litoral cearense. Nem preciso dizer que a vista é incrível, né? Lá de cima é possível avistar toda a Vila de Jericoacoara, a Praia do Preá, as dunas e até mesmo as serras mais próximas da região. Uma outra opção para quem quer sair do comum, é fazer um passeio de bicicleta para subir o morro. Imperdível!

Se a ideia é se aventurar para além do território de Jericoacoara, o Mangue Seco é uma opção que foge do comum. Sendo um pequeno povoado de pescadores, o lugar ainda não perdeu o tradicional charme da cultura de pesca de pequenas vilas litorâneas ao longo do Ceará, e, para entrar ainda mais no clima, é possível navegar pelo rio Guriú e presenciar seu encontro com o mar. Uma atividade comum aos visitantes do Mangue Seco é conhecer os cavalos marinhos. Tudo com muito respeito aos bichinhos e devidamente certificado pelos biólogos locais, é claro! E para não deixar de mencionar, todo o cenário é muito “bem elaborado” com suas árvores típicas da vegetação local, que formam raízes externas e concedem um ar ainda mais rústico a toda a ambientação.

Viu só? Entre lagoas, mangue, praia, serrote, Jeri tem muito a te mostrar. E olha que isso é só o que dá para fazer durante o dia! A noite local é muito rica e diversa musicalmente, além das opções gastronômicas, é claro… mas aí já é um outro assunto – e que rende bastante. Fica de olho que logo logo traremos dicas de como curtir a noite em Jeri e fazer suas férias darem ainda mais o que falar!

Texto: Manuella de Gregório
Créditos das Fotos: Cleison Silva @jeriemfoco

Deixe seu Comentário


Deprecated: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /home/jericoacoara/jericoacoara.tur.br/wp-includes/functions.php on line 4977

Uma resposta para “Jeri, Jeri”

  1. Keylla disse:

    Perfeito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *